Moro discordou de investigações contra FHC, diz Intercept Brasil



O  trecho de uma conversa entre Sérgio Moro, e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava-Jato no Paraná, publicada pelo site The Intercept, revela que o ministro da Justiça discordou de investigações contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, na época em que era titular da 13ª Vara Federal de Curitiba.

O diálogo, de acordo com a reportagem, ocorreu em 13 de abril de 2017, mesmo dia em que o a imprensa relatou suspeitas de corrupção contra o tucano. No texto, escrito por meio do aplicativo Telegram, Moro afirma que as denúncias parecem "fracas" e diz que era necessário “melindrar alguém cujo apoio é importante”. 

Dallagnol afirma que provavelmente o Ministério Público Federal em Brasília enviou as acusações para o Ministério Público em São Paulo, sem verificar se o suposto ato criminoso não estaria prescrito. Ainda na mensagem, o procurador afirma que o ato pode ter sido realizado para passar a sensação de "imparcialidade".


''Moro – 09:07:39 – Tem alguma coisa mesmo seria do FHC? O que vi na TV pareceu muito fraco?
Moro – 09:08:18 – Caixa 2 de 96?
Dallagnol – 10:50:42 – Em pp sim, o que tem é mto fraco
Moro – 11:35:19 – Não estaria mais do que prescrito?
Dallagnol – 13:26:42 – Foi enviado pra SP sem se analisar prescrição
Dallagnol – 13:27:27 – Suponho que de propósito. Talvez para passar recado de imparcialidade
Moro – 13:52:51 – Ah, não sei. Acho questionável pois melindra alguém cujo apoio é importante''

Ainda de acordo com a investigação do Intercept, no mesmo dia, antes de responder a Moro, Deltan encaminhou sua dúvida do juiz para um grupo chamado Conexão Bsb-CWB, de onde ele recebeu a resposta de que a documentação foi encaminhada a São Paulo sem a análise sobre a prescrição.

Dallagnol – 11:42:54 – Caros o fato do FHC é só caixa 2 de 96? Não tá prescrito? Teve inquérito?
Sérgio Bruno Cabral Fernandes – 11:51:25 – Mandado pra SP
Sérgio Bruno Cabral Fernandes –11:51:44 – Não analisamos prescrição
Dallagnol – 13:26:11 – 
 
Sérgio Moro deve ir ao Senado às 9 horas desta quarta-feira (19), para prestar esclarecimentos na Comissão de Constituição e Justiça da Casa. 

Posted by Redação Online on 16:48:00. Filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0

MAIS VISTAS

2018 Jornal Itaberaba. Whatsapp (75) 9 9163-7609. - by Agencia Itaberaba .