“Deus capacita os escolhidos”, diz Bolsonaro em culto ao lado de Silas Malafaia



O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), participou, ao lado do pastor Silas Malafaia, de um culto evangélico, na noite desta terça-feira (30) na sede da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, localizada na Penha, zona norte do Rio de Janeiro. Bolsonaro, aos gritos de “mito”, discursou por mais de dez minutos, agradeceu a Deus pela vitória nas urnas e disse não ser o mais preparado para administrar o país, mas acredita que “Deus capacita os escolhidos”. Além disso, ele também fez referência ao atentado que sofreu em Minas Gerais.

“Primeiro eu quero agradecer a Deus por estar vivo, pelas mãos de profissionais da saúde, de Juiz de Fora (MG). Em São Paulo, Deus operou milagre. Depois quero agradecer a Deus por essa missão, porque o Brasil está em uma situação um tanto quanto complicada. Crise ética, moral e econômica”, disse o presidente eleito.
O pastor Malafaia celebrou o casamento de Bolsonaro com Michele de Paula em 2013. Após desentendimentos por questões políticas, os dois se afastaram. Mas por intermédio do senador Magno Malta (PR), os dois voltaram a manter contato.
Após o discurso do capitão, Malafaia afirmou que eles conversaram por diversas vezes sobre a liberdade de imprensa e a importância do estado laico.
“E também dizer a toda a imprensa que nós não estamos votando em candidato a Deus. Não estamos votando em alguém que vai fazer graça para evangélicos. Isso seria muito mesquinho. Nós estamos votando em alguém para mudar a história da nossa nação. Queria deixar isso bem claro e reafirmar que o estado é laico. E tem que ser mesmo. Agora, o estado é laico, mas não é laicista, não é contra religião”, disse Malafaia.
“Eu bati, rapaz, bati com muita força naqueles que caluniaram e difamaram pela grande mídia. E Bolsonaro falou comigo que sem imprensa livre não existe democracia. Nós sabemos disso, o resto é falácia”, continuou.
Silas também falou sobre gestões anteriores em relação ao Nordeste do Brasil e afirmou que a administração a partir de 2019 [com Jair Bolsonaro] irá transformar a região em um centro agrícola de referência, fazendo uma comparação bíblica com Israel.
“Bolsonaro sabe que é possível resgatar o Nordeste, porque Israel tem uma das maiores produções agrícolas e podem fazer com que o Nordeste seja um centro agrícola do mundo. E ele não vai dar paliativo não. Ele vai mudar a história do Nordeste. Nordestino vai esquecer do cara aí que dizia ser filho da terra”, conclui.

Posted by Redação Online on 05:25:00. Filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0

MAIS VISTAS

2018 Jornal Itaberaba. Whatsapp (75) 9 9163-7609. - by Agencia Itaberaba .