Published On:
Posted by Redação Online

Buraco negro supermassivo está disparando ondas de rádio que chegam à Terra


buraco negro yale
Durante os últimos nove anos, astrônomos vêm documentando uma série de pulsos estranhos de ondas de rádio, enviados de muito longe. Estas “explosões rápidas de rádio” (FRB na sigla em inglês) duram apenas milissegundos, e são quase sempre detectadas após terminarem – por isso, é um desafio descobrir de onde elas vieram.
Na busca por essas explosões, astrônomos acabaram descobrindo algo diferente: um buraco negro constantemente emitindo ondas de rádio que chegam à Terra.
Em fevereiro, um estudo alegava ter identificado a origem de uma FRB no espaço pela primeira vez: uma galáxia a 6 bilhões de anos-luz. No entanto, as conclusões da equipe começaram a se desfazer quando Peter Williams e Edo Berger, do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, levantaram novas evidências.
Após a FRB ser documentada, Williams e Berger rapidamente usaram os radiotelescópios Very Large Array para ter uma ideia melhor da galáxia onde se originou o sinal. Eles ficaram surpresos ao descobrir que o sinal ainda estava forte.
Em uma FRB de verdade, o sinal diminui rapidamente após o disparo inicial. Em vez disso, os astrônomos viram algo cíclico: as emissões de rádio se tornavam cada vez mais fortes, antes de quase sumirem novamente.
A fonte também logo se tornou clara: um buraco negro maciço no centro da galáxia, que vem expelindo rajadas de ondas de rádio que podem ser detectadas na Terra.
Jatos duplos explodem para fora do buraco negro, e processos físicos complexos dentro desses jatos criam uma fonte constante de ondas de rádio. A intensidade delas muda à medida que o buraco negro engole mais matéria.

Posted by Redação Online 09:20:00. . .

Redação Online 09:20:00. . .