Published On:
Posted by Redação Online

VEREADOR CHAMA SERVIDOR PÚBLICO DE PALHAÇO EM SESSÃO DE CÂMARA

Na Sessão  da Câmara Municipal de Itaberaba-Ba, nesta terça-feira dia 27/07  o clima ficou tenso, por conta do cancelamento de uma Tribuna Livre, que foi desmarcada de última hora pelo Presidente Zenildo Nascimento Aragão (PHS), que sequer compareceu ao plenário alegando problemas de saúde.

O espaço foi solicitado pelo Conselho Administrativo da Itaprev, autarquia previdenciária municipal e oSindicato dos Servidores Públicos, para explanar as vantagens e desvantagens do Regime Próprio da Previdência através do Consultor Previdenciário Edvaldo Souza, que se deslocou de Jequié,com suas despesas pagas pelo Sindserv para tratar da temática na Câmara. A confusão se instalou devido à comunicação do cancelamento da Tribuna Livre no inicio da Sessão e sem justificativa plausível. Com isso, o Presidente da Associação dos Agentes Comunitário de Saúde, questionou os motivos do cancelamento. Nesse momento, o vereador Gerson Almeida, aos berros chamou Gleidson de palhaço e pediu a retirada do mesmo do recinto, o que foi prontamente atendido pelo Presidente em exercício Lula Bocão (PTN).
VEREADOR GERSON

 Neste momento o clima esquentou no plenário e o Servidores Públicos gritaram em coro ” Vergonha, vergonha”, nem a manifestação fez com que, o vereador Lula revesse o ato e mantivesse a Tribuna Livre. E, segundo alguns servidores públicos, a atitude ameaçadora e desesperada do vereador Gerson Almeida, deve-se ao fato, do mesmo ter parentes empregados na autarquia e com isso blindá-los de possíveis criticas. “Vale lembrar, que o vereador Gerson Almeida, também é Servidor Público e ele com essa atitude agrediu a toda classe, que ele faz parte. Deixou de lado, o interesse coletivo, por interesses pessoais” disse uma servidora presente no plenário. O Vereador Roberto Almeida (PT) foi enfático no seu discurso, quando disse “… até entendemos o desespero da gestão, pois essa tribuna livre iria mostrar aos servidores a real situação da Itaprev. E sabemos que ocorreu uma reunião no gabinete do Prefeito pela tarde, com os vereadores da bancada, para barrar a explanação. Toda essa ação, foi arquitetada pelo Prefeito João Filho”.
Procurando defender os interesses dos servidores, o vereador Carlos Tanajura (PSC) questionou a legalidade do ato  do vereador Paraná, ao assinar o cancelamento da Tribuna Livre, já que o mesmo estava de licença médica ,“Não entendemos como é que o vereador Paraná está doente para conduzir a sessão e não está para cancelar a sessão. Quem deveria se posicionar é o Vice-Presidente, que na licença do titular assume a Presidência”.
Na mesma noite, foi aprovado um requerimento do vereador Ricardo Pimentel (PROS) que solicita informações ao Prefeito João Filho, sobre o encaminhamento do Plano de Cargos e Salários dos Servidores, a reformulação do Estatuto e confirmação dos repasses a ITAPREV. No seu pronunciamento Pimentel afirmou: “O Prefeito João Filho vem enrolando servidores fazem mais de quatro anos e tem instalado o caos na Itaprev, dando calote constante nos repasses previdenciários. E com isso, causando incertezas, sobre o futuro da ITAPREV”. Ao final o Vereador Roberto Almeida deixou para o Consultor Previdenciário uma pergunta: “É verdade que em 2 anos a Itaprev poderá falir?”.
FONTE: PORTAL ITABERABA NOTÍCIAS

Posted by Redação Online 06:14:00. . .

Redação Online 06:14:00. . .